sexta-feira, 12 de julho de 2013

Manifesto da Educação Católica à nação brasileira

Partilho com você esta "carta aberta" do recente Congresso da ANEC.

A partir do lema central do nosso II Congresso Nacional de Educação Católica, “Uma outra escola é possível!”, as educadoras e os educadores das escolas católicas de todo o Brasil, reunidos, buscam avaliar o momento histórico pelo qual passamos.
Vivemos um momento nacional de inúmeras manifestações nas ruas. Milhares e milhares de pessoas estão expressando suas opiniões, expressando seus sentimentos, participando com cidadania, reivindicando por aquilo que deve melhorar, especialmente saúde e educação. Talvez essa explosão de manifestações também esteja ocorrendo porque muitas vozes foram abafadas, muitas experiências não foram valorizadas, muitos esforços não foram reconhecidos. Perguntamos então, quantas vezes, nestes últimos anos, as autoridades da nação têm reconhecido e mencionado sobre o serviço de qualidade que as escolas e as universidades católicas prestam ao país? Como o Estado brasileiro está tratando a Educação Católica? Quando e onde os educadores e gestores da Educação Católica estão sendo ouvidos? Como a Educação Católica de qualidade e voltada para os valores essenciais da cidadania está inspirando o conjunto da Educação brasileira?  

Há mais de 500 anos, a Igreja Católica tem se dedicado à Educação no Brasil. Milhares de educadores, movidos pela fé, trabalharam e trabalham com intrépida coragem para educar e ensinar, ajudando o Brasil a ser melhor e a se construir como Nação. Estamos, pois, alicerçados na grande tradição da Educação Católica, edificada por muitas gerações. Por isso, podemos olhar com altivez e com criatividade para o futuro, sonhando e construindo “uma outra escola”, nascida da reavaliação do modo de ensinar e da percepção sobre as novas exigências e desafios do século XXI.
Hoje, a Educação Católica está presente em mais de 900 municípios brasileiros, em todos os Estados da Federação, com aproximadamente 2.100 colégios, 132 Instituições de Ensino Superior, 430 entidades mantenedoras e quase 100 mil professores e funcionários. A Educação Católica cuida diariamente do futuro de 2.300.000 crianças, jovens e adultos, que estudam em nossas Instituições.
Sonhamos, lutamos e trabalhamos por uma Educação mais justa e inclusiva. Desejamos que os recursos públicos sejam destinados a todos, sobretudo aos mais pobres, onde quer que estudem, numa escola pública ou particular. Enfatizamos que uma ampla avaliação sobre o desempenho das escolas e universidades também deve considerar a formação para a cidadania e os valores. Defendemos que os cursos de licenciatura sejam subsidiados pelo Estado a fim de que tenham novo impulso e viabilidade. Mas, mais do que tudo, desejamos ser ouvidos e reconhecidos como parceiros de um esforço que deve ser de todos, no sentido da universalização do acesso e da qualidade no processo educacional brasileiro. Não iremos mais aceitar o papel de meros executores de demandas e políticas oriundas do Estado. Queremos, antes de tudo, respeito, diálogo, reflexão e comunhão de princípios e de valores.
Sim, uma outra escola é possível! Uma nova Educação é possível! E a Educação Católica, no Brasil, deseja sinalizar e testemunhar esta possibilidade.

A ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CATÓLICA DO BRASIL - ANEC por ocasião da realização do seu II Congresso Nacional de Educação Católica, Goiânia, em 10/07/2013
Fonte: http://congresso.anec.org.br/wp-content/uploads/2013/07/MANIFESTO-DA-EDUCAÇÃO-CATÓLICA.pdf